ATENÇÃO!
A versão seu navegador é insegura!
Este Site, usa recursos avançados de programação, que seu navegador, por ser muito antigo, não consegue processar corretamente.
Para uma melhor experiência, e segurança, siga as recomendações abaixo.

Por favor, atualize seu navegador, ou instale as versões a seguir:

Google Chrome (recomendado) | Firefox | Internet Explorer 10 ou 11

Clique Aqui, e veja porque é importante manter seu navegador sempre atualizado

 

Contato: (11) 4941-2626
(11) 2897-0009
(11) 94770-6190

7 tecnologias que estão transformando a construção civil

7 tecnologias que estão transformando a construção civil


Novas técnicas, tecnologias e invenções têm contribuído para transformações expressivas na construção civil ajudando na melhora da qualidade das obras e na redução de tempo e de custos, em alguns casos.  O Mapa da Obra listou algumas novidades, confira:


Impressão 3D


O uso de impressão 3D na construção civil está presente em países como China e Estados Unidos. A tecnologia pode eliminar o desperdício de materiais nos canteiros de obra, aumentar a segurança do trabalhador e diminuir o tempo de construção. Além disso, o custo da obra chega a ser dez vezes menor.


No Brasil, já há empresas atuando com a tecnologia.  A InovaHouse 3D, uma startup de estudantes da Universidade de Brasília, é uma das que está apostando nessa inovação na construção civil. O grupo diz que é possível construir casas de 50 m² por menos de R$ 30 mil. Na China, onde a tecnologia já está bem avançada, uma empresa do setor garante que constrói dez casas em apenas 24 horas usando impressão 3D.


Sensores vestíveis


Mal acabou de chegar e a tecnologia vestível já está rendendo inovação na construção civil. Nos Estados Unidos, as companhias colocam sensores inteligentes nas roupas dos trabalhadores para obter ganhos em segurança. Nos capacetes, por exemplo, os sensores avisam se houve algum impacto. Já relógios de pulso monitoram a temperatura corporal e evitam exaustão térmica. Pelos arreios, é feito o controle do número de pessoas numa estrutura para que seja emitido um alerta em caso de queda súbita.


Contrapiso autonivelante


Estudado desde 2008, o contrapiso autonivelante ainda é relativamente novo no Brasil. O material possui fluidez elevada quando comparado às argamassas convencionais. Seu uso acelera em cerca de 50% a execução do piso por pavimento e minimiza o estoque de agregados no canteiro, o que o torna mais funcional.


Concreto translúcido


Criado em 2011 a partir da invenção do arquiteto Àron Lesonczi , o concreto translúcido é composto por 5% de fibras ópticas o que permite de forma suave a passagem da luz do ambiente externo, deixando à mostra a silhueta de uma pessoa ou objeto, algo muito difícil de se imaginar por se tratar de um material tão denso como o concreto. Assim, ele possibilita a redução da utilização de luz artificial, logo há diminuição do consumo de energia.


Além disso, maleabilidade, a impermeabilidade e resistência são características do material, assim como a promessa de que as chances de rachaduras e infiltrações sejam menores que no concreto tradicional. O concreto translúcido chega a ser 10 vezes mais resistente que o concreto tradicional, suportando cerca de 4 toneladas por centímetro quadrado, segundo a fabricante LiTraCon.


Concreto que brilha no escuro


O professor José Carlos Rubio, da Universidade de Michoacana, no México, inventou um tipo de concreto que brilha nas mais diferentes cores durante a noite. O material utiliza como base o cimento comum, mas possui uma consistência mais próxima à de um gel, embora ainda seja sólida.


A diferença está na maneira como o pó de concreto é misturado com a água: uma fórmula secreta desenvolvida por Rubio incentiva a formação de cristais na massa – algo que normalmente é evitado na fabricação do concreto. Esses cristais, por sua vez, são essenciais para gerar o efeito de brilho no cimento, uma vez que eles absorvem a luz do sol durante o dia. Assim, com o cair da noite, eles passam a emitir a energia acumulada na forma de luz, de maneira semelhante à que ocorre com os famosos materiais fluorescentes, como foi feito em uma ciclovia na Holanda, na qual foram usadas milhares de pedras luminescentes que são recarregadas com energia solar e brilham no escuro.


Building Information Modeling (BIM) – Modelagem da Informação da Construção


Como uma plataforma inovadora da informação aplicada à construção civil, o BIM é um conjunto de tecnologias, informações e processos combinado em plataformas digitais para auxiliar a projeção e o gerenciamento de uma edificação em todas as suas etapas.


Essa tecnologia pode ser aplicada a todo o ciclo de um empreendimento ou em apenas uma das fases: na concepção e conceituação do projeto; desenvolvimento e construção; após a obra pronta, entregue e ocupada para utilização; na gestão do empreendimento; ou, ainda, na manutenção, trazendo mais facilidade e tranquilidade aos proprietários.


Tinta que absorve energia solar


A Universidade de Alberta, no Canadá, está trabalhando em uma espécie de tinta que consegue absorver energia solar da mesma forma que painéis solares. Essa tinta conta com células compostas por micropartículas de zinco e fósforo. O objetivo da pesquisa agora é tornar a tinta eficiente o suficiente para fornecer eletricidade para uma casa estando cobrindo apenas toda a superfície de um telhado.


Newsletter

Contatos

Av Wallace Simonsen, 411 Nova Petrópolis 09771-210 – São Bernardo do Campo/SP

(11) 4941-2626 / 2897-0009 / 94770-6190